domingo, 12 de dezembro de 2010

O que NÃO É Clarice Lispector (embora o Google teime em dizer o contrário)

Muito se diz sobre o que É de autoria de Clarice Lispector. Hoje eu quero falar sobre o que NÃO É.

Para começar, o poema Mude, cuja frase mais famosa é MUDE. Mas comece devagar, porque a direção é mais importante que a velocidade”. E foi até mesmo utilizado em um comercial da Fiat , não é de Clarice Lispector mas de Edson Marques que, em seu blog, fala mais sobre o assunto.

A frase "Pessoas felizes não têm as melhores coisas. Elas sabem fazer o melhor das oportunidades que aparecem em seus caminhos." também é constantemente atribuída à Clarice Lispector. E eu me pergunto: por quê? Não sei se em alguma parte na carreira de Clarice ela escreveu algo do tipo, porque nem mesmo com estilo as pessoas que fazem com que isso circule com a assinatura dela se importam. Difícil.

Outra coisa que gera muita confusão na internet são os poemas “escritos” por ela. Mas, o caso é que ela não escreveu nenhum! O que aconteceu é que um padre chamado Antonio Damázio fez algumas modificações na obra da Clarice sem mudar as palavras, mas dividindo a prosa em versos pois acreditava que ela fazia poesia em prosa.

Esse que, após ser lido de cima pra baixo, deve-se ler ao inverso é o que mais rola pela internet:

“Não Te Amo Mais
Estarei mentindo dizendo que,
Ainda te quero como sempre quis,
Tenho certeza que,
Nada foi em vão,
Sinto dentro de mim que,
Você não significa nada,
Não poderei dizer mais que,
Alimento um grande amor
Sinto cada vez mais que,
Já te esqueci,
E jamais usarei a frase,
Eu te amo
Sinto, mas tenho que dizer a verdade
É tarde demais.

Também em sua obra não é possível encontrar nenhum tipo de texto motivacional. Não é o tipo de Clarice, por favor. O poema “O sonho” foi lido no programa da Ana Maria Braga e atribuído à Clarice:

"Sonhe com aquilo que você quiser.
Seja o que você quer ser,
porque você possui apenas uma vida
e nela só se tem uma chance
de fazer aquilo que quer.

Tenha felicidade bastante para fazê-la doce.
Dificuldades para fazê-la forte.
Tristeza para fazê-la humana.
E esperança suficiente para fazê-la feliz."

Um que muito me incomoda como leitora de Clarice é o intitulado “Eu adoro voar”, um trecho dele:

Gosto dos venenos mais lentos, das bebidas mais amargas, das drogas mais poderosas, das idéias mais insanas, dos pensamentos mais complexos, dos sentimentos mais fortes.
Tenho um apetite voraz e os delírios mais loucos.
Você pode até me empurrar de um penhasco q eu vou dizer:
- E daí? EU ADORO VOAR!”

Devemos nos lembrar que Clarice nem sempre escrevia com “sua caneta”, digamos assim. Ela publicou durante muito tempo no Correio Feminino com pseudônimos, e esse texto, embora não pareça, É comprovadamente dela:

Cultive sua boa aparência

A boa aparência faz com que a pessoa se sinta mais feliz e com um sentimento de segurança que muito a ajudará na vida. A boa opinião que fazem de nós é na realidade muito mais importante do que admitimos a nós mesmos. (…) Com todos os recursos que temos nos dias de hoje, a mulher não pode ser feia, e só será se o quiser, deliberadamente. (…) A maior parte dos problemas de personalidade desaparecem com a melhora da aparência geral. Pelo fato de estar mais bonita, a muher se sentirá feliz e terá mais possibilidades de viver uma vida produtiva, cercada de amigos e pessoas a quem deseja ajudar. Sim, porque a beleza da mulher pode e deve ser cultivada, não somente para a vaidade e satisfação própria, mas para seu respeito e para a satisfação de sua família e seus amigos.

A gente acredita no potencial de todo mundo e todo dia a gente repete (o tempo todo) que todo mundo tem como se conhecer melhor, se entender melhor, adaptar personalidades e mudanças ao guarda-roupa e assim todo mundo tem como se apresentar melhor, sempre. E parece que não estamos sozinhas, né?

Desconfio que isso dificulte a reconhecer o que, de fato, é dela. Desconfio também que essa mudança de habitat seja uma facilidade para que obras apócrifas sejam relacionadas a ela.

Finalmente, um trecho que vejo muito no Orkut como sendo de sua autoria e que até hoje não consegui identificar (nem encontrar nada a respeito) se é dela é esse,embora tenha minhas desconfiaças de que não seja:

"Olhe, tenho uma alma muito prolixa
e uso poucas palavras.
Sou irritável e firo facilmente.
Também sou muito calma
e perdôo logo.
Não esqueço nunca.
Mas há poucas coisas
de que eu me lembre".

Sobre outros casos, achei esse texto: http://www.sotextos.com/assinaturas_conflitantes.htm

Mas, para ter certeza do que é Clarice Lispector, esse texto maravilhoso na voz de Aracy Balabanian: http://www.youtube.com/watch?v=9jpxcIxyNy8&feature=player_embedded


14 comentários:

  1. Chatice, digo, Clarice Lispector escreveu, sim, poemas. Vide cartas enviadas ao Manuel Bandeira. O poeta, tentando organizar uma coletânea de poetas bissextos pediu um texto para Sra. Lispector. Ela os envia. Manuel responde em carta: "Rasgue isso. Fique só com a prosa. Você é terrível poetisa" -- salvo os defeitos estilísticos, óbvios, foi o dito. Verdade, também, que Manuel, em outra carta, de tempos depois, diz: "claricinha, querida... me mande seus poemas. fui injustíssimo. não devia ter feito tal maldade". Bem, ela deve ter chorado um bocado na cabeça do velho. A mesma, que já lidíssima no seu presente, e depois, reclamava de não ser lida. tsc. enfim... dados, só mais dados.

    ResponderExcluir
  2. Bom, somente Bandeira viu os poemas dela, né? Minha intenção ao dizer isso é pelo fato dela não ter nenhum publicado. Que é o que importa, rs. Dados.

    ResponderExcluir
  3. ahazando como sempre. acho de utilidade publica! esse pra ler ao contrario eu sabia, e me irrita! vc tem a sensação de desespero ao ver isso? pq eu tenho! eu fico achando q tem tanta gente achando q ela é o que ela não é! imagina a mulher q escreveu A Paixão Segundo GH escrever uma coisa dessas lida pela Ana Maria!!! sério, nem analisar o povo analisa...
    amei o tema, amei o ´post...
    bjão!
    Joyce

    ResponderExcluir
  4. Bacana de mais, meninas. Adorei o blog de vocês. Criativo, atrativo e bem humorado são alguns dos adjetivos que me ocorrem por agora.

    Bom, fica o convite para tomar um gole no Absinto. E peço licença para voltar muitas vezes por aqui.

    Abraços,

    Malu

    ResponderExcluir
  5. Achei legal esta matéria. A Clarice Lispector é a Aleijadinho da literatura brasileira. Tudo se atribui à ela.

    ResponderExcluir
  6. Muito bom o texto sobre os textos que não são da Clarice! E olha que o povo adora isso. Coisas de internet!

    Parabéns pelo Blog!

    Samuca
    Apareçam lá no "Sempre tem algo acontecendo" e sentirem vontade.

    ResponderExcluir
  7. Olá, bom dia!

    Estou aqui em mais um blog para divulgar o meu trabalho. Esse poema sonho que atribuem a Clarice é meu e se chama Vida. Não sei quem foi o primeiro a visualiza-lo em meu blog, mas, enfim, se espalhou na internet como escrito pela Clarice pelo final do mesmo, que de certa forma se assemelha com o que a mesma escreveu e que verdadeiramente nunca tinha lido, talvez escutado, não sei, mas é isso. Vejam o meu Blog, o texto está lá, não foi a primeira postagem dele. A primeira é de 2010 em outro blog, mas tem outros. http://textospopulares.blogspot.com.br/2013/07/a-vida.html

    ResponderExcluir
  8. Olá, bom dia!

    Estou aqui em mais um blog para divulgar o meu trabalho. Esse poema sonho que atribuem a Clarice é meu e se chama Vida. Não sei quem foi o primeiro a visualiza-lo em meu blog, mas, enfim, se espalhou na internet como escrito pela Clarice pelo final do mesmo, que de certa forma se assemelha com o que a mesma escreveu e que verdadeiramente nunca tinha lido, talvez escutado, não sei, mas é isso. Vejam o meu Blog, o texto está lá, não foi a primeira postagem dele. A primeira é de 2010 em outro blog, mas tem outros. http://textospopulares.blogspot.com.br/2013/07/a-vida.html

    ResponderExcluir
  9. Jamais Clarice (há quem poste o horrível poema com ClariSSe, é demais!!!) escreveria algo bobinho... aff

    ResponderExcluir
  10. Jamais Clarice (há quem poste o horrível poema com ClariSSe, é demais!!!) escreveria algo bobinho... aff

    ResponderExcluir
  11. ola
    em que ano foi feito o poema 'nao te amo mais'?

    ResponderExcluir
  12. ola
    em que ano foi feito o poema 'nao te amo mais'?

    ResponderExcluir
  13. é por isso que nessa hora, um bom livro faz a diferença... não se lança nada sem um trabalho de pesquisa e acuração bem desenvolvido.

    ResponderExcluir
  14. Já que o blog se dispõe a desmistificar as falsas autorias de Clarisse Lispector, deveria se dispor a investigar a autoria correta dos textos que lhe são indevidamente atribuídos, e informar ao público.

    ResponderExcluir